(28) 3526-6166

Home Notícias

Hospital Evangélico é referência no atendimento de AVC

Neste 29 /10 celebra-se o Dia Mundial do AVC, conscientizando para a importância da prevenção e percepção do socorro rápido

28.10.2020

Há algumas semanas, circula na internet um vídeo em que mostra um vídeo aula de yoga em que o professor, de um lado da tela, ao executar um movimento para sua aluna, do outro lado, de repente, congela e lentamente cai. A aluna, por um instante até pensa ser problema da conexão, mas logo raciona que há algo de errado com o professor e lhe faz uma pergunta muito importante “você consegue levantar os braços? ” E ele, apenas com os olhos, diz que não mas levanta apenas um. Ela, imediatamente conclui que ele pode estar sofrendo um AVC.

No próximo dia 29 de outubro é celebrado o Dia Mundial do AVC, que é uma das principais causas de morte ou incapacidade com sequelas permanentes em nosso país. Esta é a segunda maior causa de morte no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A doença pode acometer uma a cada quatro pessoas ao longo da vida. Mas, controlando os fatores de riscos cardiovasculares e cerebrovasculares, 80% dos casos podem ser evitados.

A doença

O AVC é acidente vascular cerebral (popularmente conhecido como “derrame cerebral).  Existem dois tipos: o isquêmico, quando a artéria cerebral entope por um trombo/coagulo, e o hemorrágico, quando ocorre uma ruptura da artéria cerebral e extravasamento de sangue dentro do cérebro. O isquêmico é mais comum com aproximadamente 85% dos casos e o hemorrágico está presente em 15% dos casos.

A diferenciação entre esses dois casos não será percebida pelos que cercam a vítima. Tudo o que pode ser feito é encaminhar ao atendimento médico o mais rápido possível.

Existem testes simples que confirmam tratar-se de um acidente vascular cerebral. Pedir para a pessoa rir, fechar os olhos ou levantar os braços são ótimas ações. No AVC a vítima ficará paralisada em todo um lado do corpo. No hospital, por meio de uma tomografia, será diagnosticado se o paciente teve AVC isquêmico ou hemorrágico.

O médico neurologista José Antônio Fiorot Junior explica que o tratamento para esses pacientes é baseado em três pilares: trombólise venosa e/ou trombectomia mecânica, que pode ser realizada em até 5h e 8h após o início dos sintomas, respectivamente; internação em unidade de AVC para cuidados com equipe multiprofissional e realização de exames complementares, o que segundo o doutor Fiorot, seriam para descobrir a causa do AVC, permitindo o uso correto de medicamentos ou tratamentos invasivos. Esta ação evitaria a ocorrência de um novo episódio.

“O AVC pode acontecer com qualquer um e a qualquer hora. Saber identificar os sintomas é muito importante pois a ocorrência do AVC exige uma resposta rápida por socorro. Quando isso ocorrer, não perca tempo. Leve para o hospital mais preparado para atender. ” Disse.

Segundo o médico neurologista e coordenador do Serviço de Neurologia / Unidade de AVC do HECI, Thiago Valladão, frisa que o socorro ao paciente deve ser imediato. “A chegada rápida ao serviço de pronto socorro diante de um quadro de AVC (em um tempo de até 4,5 horas a contar do horário do início dos sintomas) é fator primordial para eficácia do tratamento e menor incidência de sequelas neurológicas a longo prazo. ”, explica.

Recuperar-se de um AVC nem sempre é fácil e comumente sequelas são registradas. Em ocorrências mais leves, elas vão desde questões de menor intensidade, as quais a vítima e seus familiares podem não perceber, mas observadas num exame médico. Até, num AVC de maior impacto, sequelas profundas. Quando o AVC atinge o lado esquerdo do cérebro, deixa implicações como a fala arrastada e a perda da capacidade de escrever. Já quando atinge o lado direito do cérebro as sequelas são motoras.

Serviço no HECI

Atualmente, o Hospital Evangélico de Cachoeiro é a unidade hospitalar mais preparada para atender pacientes acometidos pelo AVC, sendo o único hospital referência em AVC no Sistema Único de Saúde (SUS), na região Sul do Estado do Espírito Santo.  O HECI já oferece tratamento de fase aguda com trombólise venosa e possui uma unidade de AVC formada por equipe multidisciplinar composta por enfermeira exclusiva, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, fonoaudiólogas, assistente social. Possui atualmente seis leitos mistos de internação com meta de expansão para 10 leitos em 2021. Realiza, em média, de 40 a 60 atendimentos por mês, com uma rotina diária realizada por médicos neurologistas e almeja, num futuro próximo, ter um profissional de plantão no pronto socorro para avaliar casos em que há suspeita de AVC.

Hoje em dia, há um equilíbrio nos números de acometimentos entre homens e mulheres, especialmente acima de 60 anos. Mas, segundo doutor Thiago, existem maneiras de prevenir o AVC. “Ações simples de controle dos fatores de risco principais como manter a pressão arterial e os diabetes controlados, não fumar, não ingerir bebidas alcoólicas em excesso, manter peso adequado, praticar atividade física regularmente, usar corretamente os medicamentos prescritos pelo seu médico. Enfim, manter-se saudável e ativo.” Destaca. 

Comentários


Instagram @hospitalevangelico


Fique Informado!

Para ficar por dentro das notícias e novidades, cadastre seu e-mail e receba nossa Newsletter.


Como chegar


Rua Manoel Braga Machado, 02
Bairro Ferroviários
Cachoeiro de Itapemirim - ES
CEP: 29308-065

  Acesse o mapa

Entre em contato


(28) 3526.6166
heci@heci.com.br

 Formulário de contato

Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim

© Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim. Todos direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web