(28) 3526-6166

Home Notícias

Vamos falar sobre linfomas?

Hematologista do HECI fala, em entrevista, tudo sobre este tipo de câncer

15.09.2020

Hoje (15/09) é o Dia Mundial de Conscientização sobre os linfomas, que é um tipo de câncer. E o Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim, referência no tratamento oncológico clínico e cirúrgico e todo  Sul do Espírito Santo não podia deixar de lembrar a data. Para isso, conversou com o médico hematologista e coordenador do Banco de Sangue da instituição, André Sena, que nos explicou um pouco mais sobre esta doença.

1 - O que é?

São tumores malignos de células que nascem sangue, na medula óssea e migram para os linfonodos (ínguas). Mas ele pode aparecer em qualquer lugar do corpo que existe o tecido linfoide (tecido de células de defesa do sangue), ou seja, pode aparecer no próprio sangue, no fígado, no baço...

2 - Tem prevenção?

Não diria que existe prevenção. Mas assim como em outras formas de câncer, dietas ricas em verduras e frutas, podem ter efeitos protetor contra o linfoma não-Hodgkin.

O que de fato existem são grupos que estão mais expostos como pessoas que lidam com agentes tóxicos, com raios ionizantes.... Na realidade, a prevenção seria a ausência de contato com esses agentes tóxicos no dia a dia, o que talvez pode não ser uma coisa muito fácil de ser feita. 

3 - Quais são os primeiros sintomas a serem observados?

O quadro clínico normalmente é de linfonodos (ínguas) aumentados principalmente no pescoço, as axilas e na virilha. Também pode se apresentar com aumento do volume do baço e às vezes com algumas alterações no sangue que se assemelham um pouco a leucemia. E esse quadro clínico, em geral, é acompanhado por perda de peso e apetite, febre vespertina seguida de uma sudorese bem intensa.

4 - Usualmente, quais os exames que o paciente faz para detectar a presença deste tipo de câncer?

Quando há sintomas, com presenças de ínguas, normalmente se começa a investigação por exames de imagem (tomografia pet scan), que nos dá primeiro uma dimensão do acometimento (onde estão presente os linfonodos)

Junto a isso, exames de sangue, para saber como está a função renal, hepática entre outras. O diagnóstico será finalizado pela biopsia.

5 - Como é o tratamento? E as chances de cura?

Para tratar, eu preciso saber o grau de comprometimento deste linfoma. Dependendo do tipo de linfoma, são vários tipos: os Hodgkin e não Hodgkin, que sofrem subdivisões, as chances de cura são variadas. A maioria dos linfomas é tratada com quimioterapia, associação de imunoterapia e quimioterapia, ou radioterapia. No caso dos linfomas indolentes, as opções de tratamento variam desde apenas observações clínicas, até tratamentos bastante intensivos, dependendo da indicação médica. A estratégica de tratamento dependerá do tipo especifico de linfoma não-Hodgkin.

Outros fatos que também influenciam na cura são a faixa etária do paciente, a condição física, sem outras doenças mais pesadas. A grande parte dos linfomas hoje são tratáveis e curáveis. Alguns deixam doenças crônicas como sequelas. Mas ainda existe uma pequena parcela, infelizmente, que não conseguimos tratar.

6 - No HECI, os números são altos para esse tipo de câncer?

Desde 1998, tratamos linfomas no HECI. Nós seguimos as estáticas do Brasil e do Mundo uma vez que tratamos todo o Sul do ES. É uma estatística grande para uma cidade do nosso tamanho. Temos muitos casos tratados, já curados e em acompanhamento e muitos encaminhados para transplante.  

* De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a estimativa é que 2020 feche com 12.030 novos casos, sendo 6580 em homens e 5450 em mulheres.

7 - Existe uma faixa etária ou grupo de incidência deste tipo de câncer?

Existem os linfomas de Hodgkin que tem dois picos: na adolescência e juventude e ou entre 45 e 50 anos. Tem comportamentos e prognósticos diferentes. Temos também, os linfomas não Hodgkin de grandes células que normalmente atinge uma faixa etária entre 35 e 55 anos. E temos os linfomas não Hodgkin de baixo grau que normalmente são de pessoas já da terceira idade. No HECI não tratamos crianças, apenas adultos. 

8 - Gostaria de deixar uma mensagem para a população neste dia mundial de conscientização sobre os linfomas?

Nós devemos ter uma conscientização de que o linfoma é um tumor tratável e curável. Nosso arsenal terapêutico é muito grande, principalmente após o advento dos medicamentos monoclonais em 1999. Então essa conscientização vai trazer para nós médicos, uma capacidade de pegar pacientes em fase mais precoce e assim, ter um sucesso maior no tratamento e cura.

O nosso serviço aqui do Hospital Evangélico está pronto para tratar qualquer tipo de linfoma e pronto para receber os pacientes que serão muito bem cuidados com o que há de melhor no Brasil e no mundo.

Quem foi Hodgkin?

Thomas Hodgkin foi um médico inglês, nascido em 1798 que ficou conhecido por seu pioneirismo na medicina preventiva e por ter feito o primeiro relato sobre linfomas e doenças hematológicas, em 1832, que levariam o seu nome. Ele era considerado o maior patologista de seu tempo.

 

.

Comentários


Instagram @hospitalevangelico


Fique Informado!

Para ficar por dentro das notícias e novidades, cadastre seu e-mail e receba nossa Newsletter.


Como chegar


Rua Manoel Braga Machado, 02
Bairro Ferroviários
Cachoeiro de Itapemirim - ES
CEP: 29308-065

  Acesse o mapa

Entre em contato


(28) 3526.6166
heci@heci.com.br

 Formulário de contato

Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim

© Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim. Todos direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web